Domingo, 11 de Fevereiro de 2007

Clã Mahatma

Equipa Mahatma

    Este é o blog do clã Mahatma, participante no Sapo Challenge II - Fase Criar, concurso que se insere na Aventura do Conhecimento. Somos cinco alunos da Escola Secundária Dr. Mário Sacramento de Aveiro: Ana Marta Pinto, Bernardo Domingues, Daniel Ferreira, Filipe Thomaz e Paulo Cunha, e todos frequentamos o décimo ano no curso de Ciências e Tecnologias. A nova vertente do concurso suscitou-nos um entusiasmo ainda maior e de imediato nos pareceu extremamente aliciante, pelo facto de conjugar dois dos nossos grandes interesses comuns: a tecnologia – nomeadamente no que toca à internet – e a leitura.

    No mundo actual é cada vez mais difícil dedicar tempo à leitura recreativa. As disciplinas que compõem o nosso currículo de estudos exigem bastante de nós e as horas que, imperiosamente, temos de dedicar ao estudo são bastantes. Para além disso, as novas tecnologias, sobretudo a internet, também preenchem algum do tempo livre de que dispomos. De qualquer modo, não descuramos a leitura e vemos nela a capacidade de viajar por outros mundos que nos permitam crescer humana e culturalmente.
    Partilhamos ainda outros interesses, como o desporto e o contacto com a natureza, e prezamos um estilo de vida equilibrado, com uma saudável versatilidade, razões que nos levaram à escolha do nosso livro: A Cidade e as Serras, do inegavelmente único e inigualável escritor português, Eça de Queirós. Esta obra surge-nos como extremamente motivante, porque confronta duas realidades: num primeiro momento, retrata a vida parisiense do final do século XIX, a agitação de uma sociedade repleta de inovação tecnológica, posta de lado na segunda parte do romance, numa opção inicialmente inconsciente por um modo de vida mais sereno e pacífico. É curioso observar como a personagem principal enfrenta a mudança radical que não lhe foi imposta por elementos exteriores, e como se adapta à vida sem o auxílio da tecnologia, nas Serras portuguesas longe da Cidade de Paris.
    Correcção: sem tecnologia, não! No final, rende-se à importação de um único aparelho: o telefone. Interessante? Sim, ou não fosse este um dos meios de primeira geração para manter as pessoas em contacto, para encurtar as distâncias.
sentimo-nos:
publicado por Daniel às 22:16
link | comentar | favorito

.mais sobre nós

.pesquisar

 

.Abril 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Clã Mahatma

.arquivos

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds